.30 de janeiro de 2017

Resenha: Destino Tortuoso

Título: Destino Tortuoso
Autora: Claudia Salviano Andrelo
Páginas:
312
Editora: Serial Books
Onde comprar: Facebook particular da autora
Na França do século XIV, nasce uma criança. O frio imperdoável torturava aquela família desprovida de luxos, mas com fortes mãos para o trabalho. Tudo o que Edmond mais queria era um filho, um rapaz que o ajudasse no trabalho duro, mas as coisas nem sempre saem como o esperado e sua esposa dá à luz a pequena Eveline. Edmond de homem bom e honesto torna-se vil e assustador, fazendo da vida de seus familiares um inferno. O tempo passa e Eveline se transforma em uma linda mulher, boa como a mãe, querida por todos, menos por seu pai e sua nova madrasta. Edmond e sua nova companheira farão de tudo para ver Eveline sofrer, até mesmo casá-la com um estranho por dinheiro. Eveline sempre tão boa e generosa irá aguentar calada a tudo o que seus algozes a farão passar? Ou a experiência iluminará sua mente trazendo à tona todos os rancores do passado? Só o destino, implacável e tortuoso, poderá nos mostrar o caminho.

O livro é composto por duas partes. A primeira parte se inicia na França do século XVI com o nascimento de uma pequena enjeitada de nome Eveline. Nascida em uma família humilde Eveline se vê diante do ódio do pai e do amor dos avôs e a perda de mãe de forma drástica poucos dias após seu nascimento. Até a adolescência Eveline apenas contou com o desprezo, ameaças e maus-tratos de seu pai, um homem que antes de seu nascimento era amoroso e amigável, mas a história de Eveline estava para mudar completamente quando o Conde Marcílio resolvera desposa-la, contudo, a real intenção de seu pai era abusar da filha mais uma vez, Edmond e Lorena (Pai e madrasta de Eveline) estavam interessados unicamente na fortuna que Eveline teria após casar-se com Marcílio.
❝Não indicado para pessoas sensíveis❠ 

A doce Eveline mesmo passando por situações complicadas ao lado da sua família, resolve traze-los para junto de si em sua nova casa, mas o que parecia ser a solução, virou o pior pesadelo que Eveline. O meio da história passa pela noite de São Bartolomeu, que ocorreu em agosto de 1572, na qual se deu o massacre de muitos huguenotes (protestantes). Em meio a este massacre, escondiam-se, através da máscara humana, seres transmutados, que ali no meio do caos instauravam ainda mais o terror em busca de aliados. Eveline se vê destroçada pelos acontecimentos e sem saída Marcílio resolve salva-la ou seria condena-la?  Na segunda parte, após a Noite de São Bartolomeu, a história toma um rumo completamente diferente, já no século XX seculos depois do massacre, a vida de Marcílio, Lorena, Edmond, Eveline se cruzam em um misto de desejo, ódio, vingança.
✘Minhas impressões

✘ A história é excelente, te faz interpretar o que a autora quer transparecer, te faz querer conhecer alguns personagens mais a fundo e dar um soco em outros, faz morrer de amor e ódio pelos acontecimentos.
✘ O livro é pesado, tem literatura para +18 anos em muitas páginas, é bem quente. Não confunda esse quente com erótico, porque essa não é a finalidade das cenas, acredito que a autora quis causar um certo impacto. O livro é escrito em terceira pessoa, ainda assim senti que faltou alguns detalhes que não foram deixados nítidos pelo narrador. 
✘ O livro tem uma história super envolvente e boa, entretanto a autora deixa solto alguns pontos, talvez por ser uma história contada em duas épocas diferentes os momentos passam rápidos, talvez para dar certa dinâmica ao livro e não ficar maçante e cansativa a leitura, o que acredito eu faz perder um pouco o meado da história.
✘ O livro conta com alguns erros de gramática e concordância, errinhos bobos mas frequentes (sempre os mesmos) que possivelmente passaram despercebido na correção.
✘ A capa me agradou muito, costumo julgar muito minhas leituras pela capa. O livro possui páginas brancas e não é pesado, o tamanho da letra está excelente e o espaçamento é confortável para a leitura.
✘ Mesmo com pequenos erros a história consegue te envolver pois apresenta uma leitura fácil e dinâmica, (sem palavras difíceis).
✘ O livro tem continuação, e logo terá resenha aqui também. 

O que achou da resenha? Deixe sua opinião nos comentários. 

30 comentários:

  1. Adorei a dica, adoro essas histórias com heroínas sofridas, dá um certo realismo ao enredo!

    bjs

    Inajara

    www.vintageandgeek.com.br

    ResponderExcluir
  2. Confesso que adoro resenhas de livros, mas não sou muito fã da leitura... Só se o livro me chamar muito a atenção. Faz tempo que não leio livros que tem continuação, preciso ler mais. Quando o livro é divido em épocas me perco um pouco tbm se não for uma historia bem amarrada. Tenho alguém pra indicar a leitura, que gosta muito de livros assim. Beijos, sucesso!!

    ResponderExcluir
  3. Oi! Adorei a resenha, mas não vou ller porque me encaixo nas pessoas sensíveis! Rsrs. É muito bom saber antes de comprar o que nos aguarda.

    ResponderExcluir
  4. Adoro ler resenhas de livros , mais vou te confessar uma coisa , não sou muito de ler livros , caso contrário se o livro me chamar muita atenção leio, a sua resenha está super bacana , beijos

    ResponderExcluir
  5. Sou dessas também que se atrai pela capa do livro, mas nem sempre as melhores capas tem os melhores conteúdos né? Por isso acho bacana blogs como o seu que dão um parecer de um livor.

    Achei interessante a historia e fiquei com certa curiosidade desses seres transmutados no meio do evento. Valeu pela dica :D

    bjus

    Ari ♥
    De volta ao retrô

    ResponderExcluir
  6. Fiquei super curiosa e intrigada com a história, mas não sei se me encaixo no grupos das "pessoas sensíveis", depende do nível dos acontecimentos pesados que citou. Posso me chocar muito fácil...
    http://www.adoravelcloset.com/

    ResponderExcluir
  7. Preciso confessar que estou, infelizmente, muito afastada da leitura. Tenho uma lista de livros que quero começar a ler e Destino Tortuoso é sem dúvida uma das minhas opções! Achei a resenha bem explicativa e com os elogios, fiquei bem curiosa para acompanhar a história.
    Beijos
    www.hashtagtecontei.com.br

    ResponderExcluir
  8. Tinha me interessado pelo livro por conta do título, mas não sei se iria conseguir ler principalmente porque você comenta que tem cenas fortes e eu acabo me encaixando um pouco na parte de pessoas sensíveis HUHAUEHAE. Eu já li Khaled Hosseini (o caçador de pipas) chorei tanto, fiquei extremamente chocada, mas teimei e comprei cidade do sol, resultado? Não consegui terminar de ler, parei na metade do livro de tanta sofrência que a menina tava passando e eu não aguentei acompanhar.

    beijos,
    deloucostodossomosumpouco.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Lydiii! Que resenha literária boa! Ainda não conhecia a história e com os detalhes que você contou, fiquei muito curiosa e morrendo de vontade de ler. Também adoro ficar interpretando os autores através de seus livros.
    Menina, eu sempre reparo nesses errinhos rsrs, mas acontece né?
    Vou adicionar esse livro na lista dos que pretendo ler!

    ResponderExcluir
  11. Gostei bastante da sua dica de livro, preciso ler para saber se eu vou gostar rsrs
    Agora, sobre os erros, tenho lido muitos livros ultimamente com esse problema, não sei o que está acontecendo, acho que é um detalhe que as editoras precisam se atentar mais.

    ResponderExcluir
  12. amei a resenha, ainda não tinha visto falar desse livro, mas é bem o estilo que eu gosto. ultimamente estou dando um tempo em livros que não sejam de direito, mas tenho que voltar pois estou enlouquencendo, é sempre bom fugir dessa realidade.

    ResponderExcluir
  13. Só não curti o nome da madrasta dela ( meu nome é Lorena haha). Mas é incrível como você sempre arrasa nas resenhas Lydi, amo porque não da tanto spoiler mas da informações suficientes para fazer a gente se interessar pela história. Apesar de não ser um estilo literário que eu ame, com toda certeza vou colocar esse livro na minha lista de leitura!

    Beijos,

    www.rodoviadezenove.com.br

    ResponderExcluir
  14. Complementando meu post anterior, gostei da dica e espero conseguir ler em breve, embora agora minhas leituras dá faculdade irão dificultar com certeza a leitura de qualquer coisa rsrsrs

    Bjs

    Inajara

    ResponderExcluir
  15. Oi, Lydi!
    Eu sou assim como você quando pego um livro. Primeira coisa que faço é julgá-lo pela capa, mesmo muitos dizendo que isso não é o correto. Mas eu acho que a capa tem que ser chamativa e ter uma relação bem boa com a história.
    Sobre a história desse livro, me pareceu muito interessante e bem desenvolvida, o que me deu curiosidade de ler.

    Beijos,
    Vitória Abdalla
    Escritora por um Acaso

    ResponderExcluir
  16. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  17. Olá!
    Pela capa eu nunca imaginaria que o livro seria assim. Ele parece ser um romance bem suave mesmo, fiquei surpresa quando você disse que o livro não é recomendado para pessoas sensíveis e tem partes pesadas. Vou passar longe dele, ultimamente eu quero uma literatura mais leve ou um suspense daqueles.

    Juliana Piquerotti | Loucuras ao Vento

    ResponderExcluir
  18. Nunca ouvir falar sobre o livro mas amei a resenha! Já quero ler, já gosto de histórias assim. Obrigada pela dica Lidy
    Tainá Dias

    ResponderExcluir
  19. A observação "Não indicado para pessoas sensíveis" foi o melhor. Mesmo sendo muito sensível, fiquei interessada em ler o livro. A história é bem envolvente, despertou a minha curiosidade só de ler a sinopse, estou aqui pensando na vida cruel da Eveline

    ResponderExcluir
  20. Nossa, primeiro amei seu blog. Parabéns, muito organizado. Segundo, a sua resenha ficou super completa mas sem spoiler sobre o livro. Fiquei até com muita vontade de ler o livro.

    ResponderExcluir
  21. Acabei de ler Depois de você e quero algo envolvente para ler, amei a indicação do livro que embora eu seja sensível, talvez seja um bom momento para lê-lo, me sinto com vontade de sair da minha zona de conforto. Achei incrível como a capa transpassa o peso da história, talvez seja as cores.

    Um beijinho!

    ResponderExcluir
  22. A capa do livro não transparece em nada com o que realmente a história trata, né?! Miga, amei sua resenha, colocar os pontos fortes e fracos em destaque, a torna mais objetiva, o que particularmente gosto. Interessante saber que o livro tbm conta com uma literatura +18. Fiquei curiosa pra ler e saber um pouco mais sobre a continuação. Beijosssss <3

    ResponderExcluir
  23. Amo ler, apesar de não ser um habito que eu tenha -algo que eu realmente pretendo mudar. Sobre o livro: Sou apaixonada por leituras de época, mas algo que me deixou confusa nesse ai pela tua resenha foi que se passa em um período de tempo muito distinto, diferença de seculos, começa no 16 e depois pula pro vinte ??? Como assim? É a mesma família? Não consigo processar. Me ajuda a entender.
    Agora sobre a sua resenha: Maravilhosa! Você fala até sobre o tamanho das letras e o espaçamento <3 Parabens!

    ResponderExcluir
  24. Nossa gostei bastante da resenha Lydi,fiquei bem curiosa para saber de toda a história. Obrigada pela indicação! Vou procurar esse livro, amo histórias que nos prendem assim *-*
    Parabéns e sucesso sempre lindona!!!
    Beijos, Bela :)

    ResponderExcluir
  25. Nossa sua resenha foi tipo assim, maravilhosa. Super me interessei pelo enredo do livro, adoro histórias que me prende que faça eu me aproximar mais do escritor e dos personagens amei !

    ResponderExcluir
  26. Adorei o post e estou super curiosa pra ler.
    Beijos

    ResponderExcluir
  27. Mesmo sendo sensivel quero ler, além gostar de livros assim, amo histórias que conta a passagem de tempo. Será que encontro em pdf? Como já havia fito Lidy a resenha está ótima completissíma. Espero mais resenhas♡ Tainá Dias

    ResponderExcluir
  28. Nossa muito bem escrito seu post.
    Parabéns. Sucesso

    ResponderExcluir
  29. Nossa muito bem escrito seu post, parabéns

    ResponderExcluir

© Vinte e Uma Primaveras - 2016 | Layout por Design Matarazzo | Todos os direitos reservado.