.30 de novembro de 2016

Carta para a mulher da minha vida


Querida mãe,


Eu nem acredito que chegou a hora, como passou rápido. Eu já tenho 24, já sou mulher, mas me sinto a mesma criança que quer colo quando está com medo. Pra ser sincera eu não estou com medo, só estou estupefata com o tempo. Talvez eu devesse ter te aproveitado mais. Saído mais com você, dormido mais vezes na sua cama, passado menos tempo cuidado das minhas bobeiras e mais tempo amando você. Te dando todo o carinho que você merece, e simplesmente curtindo sua companhia.
Estamos nos divertindo muito agora, com todos esses preparativos para o meu casamento. Mas é que pensando bem, cada momento desse é um passo para fora de casa que eu dou, e um passo para longe do seu tão caloroso ninho. Vou ter que cuidar da minha casa, construir minha família, lavar as louças, as roupas, arrumar as bagunças, pagar minhas contas. Só de imaginar fico pensando em como é que você dá conta disso tudo. E ainda trabalha fora. E ainda se diverte, está sempre linda, unhas feitas, cabelo impecável. Será que vou ser tão boa quanto você? De uma coisa eu sei, já sinto sua falta.
Não que as coisas entre nós vão totalmente mudar, mas morar todos esses anos com você foi maravilhoso. As vezes lembro dos sermões que você me dava na minha adolescência insuportável, à caminho da escola, dentro do carro. Não guardei exatamente as palavras, mas sei que de alguma forma aquilo foi semente para que eu olhasse as circunstâncias e tivesse a certeza, mesmo que vã, de que não era aquele o caminho. Eu soube dizer não para as amizades que não eram tão boas para mim.
E mesmo na inocência percebi bem o que não devia fazer e quem eu não queria ser. Não usei drogas, não bebi descontroladamente, não me viciei, não fui vulgar. Errei, mas me corrigi, voltei atrás como você bem me ensinou e fui humilde para reconhecer que aquilo não era devido. Tenho orgulho de quem me tornei. Não por ego, mas porque tudo o que sou devo a você, mamãe.
Ahh, como passou rápido. Sempre quis casar, sempre quis ser princesa, ser o amor da vida dele, ser única. Deus providenciou isso tudo. E eu não tenho dúvidas de que foram também pedidos de suas orações. Agradeço sempre por todo o seus cuidados, e desejo viver e aproveitar cada instante. Eu não quero perder nada disso.


Te amo, e sempre vou amar,
Sua princesinha,

Alice
 

Produzido pela Colaboradora Larissa Alderete
Face + Blog +

4 comentários:

  1. Que carta linda, woow. Parabéns Larissa

    derepentemodaa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Ai que texto lindo. Se isso acontecer comigo algum dia, irei mandar pra minha mãe. *-*


    Beijos,
    Blog Gaby DahmerFanpageInstagramTwitter

    ResponderExcluir

© Vinte e Uma Primaveras - 2016 | Layout por Design Matarazzo | Todos os direitos reservado.