.28 de novembro de 2016

#1 - Desabafos

Hoje começa no blog uma categoria muito importante, a de autoajuda para pessoas com depressão, pessoas que precisam de um apoio, uma braço, uma palavra amiga. Um espaço para conselhos desabafos, lembrando sempre que aqui vocês terão uma amiga!


Me identificarei como L,
Tenho 21 anos e há cinco anos vivi algo que para muita gente é “Frescura” “Falta de surra”. Namorei muitos anos com um rapaz, vivi em um relacionamento abusivo, por muito tempo. E antes disso não tive a presença de um pai, não tive a presença paterna em minha vida, mas ai você deve estar se perguntando, o que isso tem a ver? A falta de uma presença paterna por 14 anos lhe faz achar que todo homem presta, que engano. Um relacionamento abusivo lhe tira tudo, inclusive a vontade de viver, lhe priva de se relacionar com pessoas, lhe priva de ser você. Era exatamente isso, não era eu. E foi ai que todo drama começou, o trauma da infância, o trauma da adolescência, o trauma da vida me fez surtar, Transtorno de Bordeline para ser mais precisa, eram surtos incontroláveis, acessos de raiva. E para aliviar, há sim, dor física é mais fácil de ser sentida do que dor emocional, a lâmina virou a única saída, ver o sangue escorrendo fazia com que toda dor anteriormente sentida se dissipasse. Era prazeroso, toda a adrenalina, todo o sangue. Uma, duas, três, quatro vezes diárias, era a única forma de alivio. 
Quando entendi que aquela realmente não era eu, outros problemas já haviam sido detectados, naquela época eu havia conhecido a Mia (Bulimia) éramos quase inseparáveis, nos encontrávamos a todo momentos, e mais uma vez eu queria ser aceitada, mas aceitada por quem? Até que um dia, encontrei o questionamento para aquela pergunta, apenas por eu mesma e mais ninguém.  Assim que começaram os tratamentos, as coisas melhoraram. Aos poucos começava a me ver de verdade. A sentir que o preto e branco ia dando espaço para o colorido, e de lá eu não queria mais sair. 
Hoje três anos após tratamentos e recaídas me apoio em algo que eu antes não conhecia, o amor de Deus, que é maior que qualquer coisa nesse mundo, Depressão é assunto sério, não é frescura, não é falta de surra, é doença! E a falta de tratamento pode desencadear muitos transtornos. Talvez se eu tivesse entendido tudo isso antes não teria me afundado tanto quanto me afundei, mas serviu de experiência, não afirmo com total certeza que estou curada, depressão não se cura do dia para a noite, mas quanto aos transtornos graças ao bom Deus não há com o que se preocupar. 
Quero deixar meu incentivo a você que diariamente se vê sozinha, que chora sozinha, que se isola das pessoas, que se isola do mundo, o mundo lá fora pode parecer negro na maior parte das vezes, mas se apegue a algo, a algo que lhe faça sorrir, que lhe faça ter animo, não é fácil eu sei, é bem mais difícil quando não se há ninguém para contar, mas lembre-se seja você, não importa o que os outros pensam, eu sei que não é frescura, eu sei que dói, e eu estarei aqui!

Precisa de alguém para conversar? Mande sua historia para nós! Ajude quem também precisa contando a sua história! O e-mail é 21primaveraas@gmail.com

8 comentários:

  1. Olá :) Enviamos um convite para o teu email. Caso não tenhas lá recebido poderás aceder à nossa plataforma em https://swonkie.com
    Contamos contigo? :)

    ResponderExcluir
  2. Depressão não é brincadeira não. Só sabe quem passa, quem passou e superou. É o tipo de coisa que a gente não deseja nem pro nosso pior inimigo. Ótima reflexão sobre o assunto e obrigada pela autenticidade no post.
    Beijos!
    http://vivendolaforanoseua.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Você como sempre me impressionando né Lydi 😍. Parabéns pra essa iniciativa linda de ajudar quem mais precisa de ajuda, já tive depressão e sei o quanto é difícil sair dela. Bjs vc merece todo sucesso do mundo 😍😍👏👏👏👏👏

    ResponderExcluir
  4. Olá!

    Quando abrir o link não sabia o que me esperava, ler o relato doeu na minha alma. Eu quase tive depressão, segundo o psiquiatra eu tenho um quadro fraco, mas associado a Crise de ansiedade, sei bem o que é "ser fresca" e o medo de ser julgada me impediu de procurar ajuda de imediato, esperei e sofri sozinha até não aguentar mais, por isso, gostaria de te parabenizar pela iniciativa, ter alguém que vai te escutar e te apoiar é muito importante, você pode estar salvando muitas pessoas e isso é admirável.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Miga, primeiramente, parabéns por abir esse espaço tão importante no teu blog. Acho que já passou da hora de entendermos o quão séria é a depressão. Quando tinha 9 anos, vivi uma situação complicada com minha mãe. Ela tinha síndrome do pânico, tive que aprender a me virar sozinha. Graças a Deus ela fez e continua a fazer o tratamento e hoje é uma pessoa totalmente diferente. Ter depressão e buscar ajuda, não é vergonha, e sim ter o maior ato de coragem da vida! <3

    ResponderExcluir
  6. O problema é que no meio do turbilhao que é a depressão não é facil pensar nas causas e na cura ou mesmo melhora, só conseguimos enxergar o que acontece na hora e lembrar de tudo o que é ruim. E quando caimos na real, buscar ajuda não é algo tão simples e se a pessoa não tiver uma boa base familiar ou amizades verdadeiras isso fica mais dificil ainda. Realmente, já ouvi muito que depressão é doença de quem não tem o que fazer.

    ResponderExcluir
  7. Povo acha que depressão é frescura. Pode ter gente perto da gente passando por isso e a gente nem se dá conta. É algo muito sério, uma doença tão grave como outra qualquer, e que precisa de cuidados especiais. Muito bom seu post. Bjo!

    www.pandapixels.com.br

    ResponderExcluir
  8. Depressão é coisa seria! eu não sei como as pessoas podem não ter empatia pelas outras, em vez de ajudar, criticam...
    http://agridoceleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

© Vinte e Uma Primaveras - 2016 | Layout por Design Matarazzo | Todos os direitos reservado.