.3 de março de 2016

Globalização e a Educação

Mesmo com a globalização , o mundo ainda é repleto de desigualdade e dificuldades.
Podemos observar isso nas estruturas de salas de aula . A primeira imagem é de uma sala de aula de um país de primeiro mundo , já a segunda , de um país com dificuldades .
Sala de Aula na África 

A educação nem sempre abrangeu á todos . Na África , somente depois do processo de eliminação do apartheid , as escolas foram autorizadas á receber alunos de todas as etnias . Atualmente , o ensino é obrigatório para brancos , mestiços e asiáticos dos sete aos dezesseis anos , e para os negros de sete aos onze anos de idade. Mas isso não quer dizer que todos vão a essas escolas . Muitas vezes, o trajeto até lá pode ser comparado á uma pequena viagem ; o aluno acorda muito cedo e vai a pé para a escola ; tem que tomar cuidado pois há animais por perto , e precisa aguentar uma temperatura muito alta .
                         
Sala de Aula na Alemanha 
A acessibilidade é precária , assim como a qualidade de vida de muitas famílias , forçando as crianças a não irem estudar para ficar ajudando os pais . Na Alemanha porém , não vemos esse problema . A maioria da população possui boa qualidade de vida , boas casas  e seus filhos possuem uma educação de qualidade .

Lá , os jardins de infância são mantidos por igrejas ou pelo município. Independente da escola ser pública ou privada , a mensalidade é calculada conforme o rendimento familiar . O ensino público da Alemanha é gratuito á partir da primeira série e paga-se somente os livros utilizados .



Uma sociedade sem educação é o combustível para o pequeno desenvolvimento, violência , fome e desigualdade social. Países ( como a Alemanha ) , que investem na educação , se aproximam da excelência da saúde , segurança e cidadania. Podemos dar como exemplo países que saíram destruídos das guerras mundiais , que hoje , após setenta anos , são desenvolvidos economicamente .,

Mesmo com a globalização, campanhas e divulgação da desigualdade , essas situações são difíceis de mudar. Cada país pensa primeiramente em si , o que é lógico e óbvio , mas acabam não percebendo que as pessoas além da linha imaginária do seu território , precisam de ajuda .


5 comentários:

  1. É a triste realidade flor, infelizmente estamos longe de ser um povo igual. Uma pena!

    ResponderExcluir
  2. É a triste realidade flor, infelizmente estamos longe de ser um povo igual. Uma pena!

    ResponderExcluir
  3. Realmente há países que não se importam muito com sua população, e infelismente o Brasil não é diferente. :(

    ResponderExcluir
  4. infelismente o Brasil está muito ruim de se viver, semana passada mesmo ouve um homicídio aqui onde eu moro e cade as autoridades, prefeito? Dá até medo de sair nas ruas....

    ResponderExcluir
  5. Infelismente ,, o mundo cada vez mais vem piorando ,,
    podemos notar muitas coisas do passado que hoje estão se cumprindo ! Mas temos fé que um dia tudo isso vai mudar !

    Ameiii seu blogg ♥♥

    ResponderExcluir

© Vinte e Uma Primaveras - 2016 | Layout por Design Matarazzo | Todos os direitos reservado.