.5 de janeiro de 2016

O tal orgulho

As vezes eu tenho uma vontade louca de poder voltar no tempo, talvez para ter aquele gostinho de assistir de perto aquele momento mágico, ou apenas para gritar "Não faça isso, vai dar merda." Sei lá, tenho a sensação de que o passado sempre vai me perseguir até o final dos meus dias, meio idiota isso não? Eu sei que é obvio que nunca vamos nos ver livres do passado, afinal, é graças a ele que estamos onde estamos, mas quando digo que o passado vai me perseguir para sempre, é que eu vivo repetindo as mesmas frases, os mesmos erros, as vezes eu já aprendi com aquele erro, mas é inevitável não repeti-lo.(É como se eu soubesse apenas fazer aquilo.) Fico pensando se eu tivesse tentado outras coisas nesses outras chances se o resultado final seria diferente, cheguei a conclusão que não! É estranho né? Mas eu não consigo imaginar aquelas situações com finais diferentes ao que realmente aconteceu. Isso deve ser alguma síndrome do nome difícil ou algo parecido. 

Parei para pensar e realmente vi que meus relacionamentos terminaram da mesma forma, do mesmo jeitinho. Seria cômico se não fosse trágico, juro que tomei um baita susto quando analisei todos eles (Okay, não foram tantos assim.) e não é apenas em relacionamento não, nas amizades também, eu tenho o dom de fazer amizades facilmente, mas tenho um dom maior ainda que é me afastar delas, sei lá. Instinto ou proteção? talvez seja, mas pessoas tem uma facilidade em me magoar que eu fico boba, acredito que seja uma conspiração ou algo do tipo. (Riso eterno!). Igual outro dia eu tinha uma "amizade" de anos e ela acabou por causa de um homem. Cara que pessoa que deixa de lado a amiga por causa de homem? Juro, nunca mais olho para a cara dessa criatura, e assim se foi mais uma amizade. 

Confesso que sou difícil de se lidar, mas é só ter calma e jeitinho, eu não tenho paciência pra muita coisa, explodo fácil e morro no orgulho mais não dou o braço a torcer, acho que por isso tudo acaba da mesma forma, talvez o problema não seja o outro mas sim eu própria, mas okay, okay, e quem precisa saber disso? Obvio que nunca vou admitir que o problema é comigo. Mas ai que mora o problema, quanta coisa perdemos por medo de admitir que nós próprios estávamos errados, ou por deixar de resolver o problema na conversa, preferimos simplesmente virar o rosto e  pronto, está tudo bem! raramente fica bem, vamos nos acostumando com aquela forma de ser, e no final a repetimos todos os dias com diversas pessoas. (A tal da proteção, vira uma arma de fogo apontada em direção a todos!) Creio que eu e muitas pessoas deveriam repensar o jeito de agir e dar uma amolecida vez ou outra(Não sempre! Ou iremos fazer papel de trouxa!) Eu li certa vez em algum lugar que quem vive de orgulho, perde tudo. Acredito que seja verdade, olhe para tudo que você já perdeu, principalmente pessoas! E repense se isso não poderia ter sido resolvido com uma simples conversa compreensiva! Um beijo de uma amiga que passa por essa mesma situação!

14 comentários:

  1. Confesso que hoje não sou o tipo de pessoa que deixa o orgulho me atrapalhar ou me impedir de alguma coisa, se fiz algo errado peço desculpas e se algo me incomoda, principalmente em relação a alguma pessoa próxima, eu simplesmente converso e procuro saber se algo está acontecendo. Claro que nem sempre foi assim, sempre fui uma pessoa tímida e as pessoas costumavam se aproveitar disso achando que eu era gentil, quando na verdade eu não sabia como reagir a certas coisas e isso me irritava bastante, mas não falava. Graças a Deus esse é um defeito que já não tenho mais. Tenho arrependimentos de coisas que fiz, mas se paro pra pensar era o que era pra ser naquele momento e são essas memórias que me ajudam a reconhecer e não cometer a mesma burrada de novo kk. Beijos, adorei o seu texto :*

    www.aromadecachos.com.br

    ResponderExcluir
  2. Hain eu sou meio a meio, tem hora que orgulho não existe pra mim, mas tem hora que o orgulho me domina, é muito ruim :/

    ResponderExcluir
  3. Texto maravilhoso!
    Sucesso!!!
    http://mariafcdso.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Uau uma montanha russa as vezes, ou muitas vezes. O ser humano é bem complicado, cada um a sua maneira. Também dificilmente dou o braço a torcer, também tenho dificuldade em mantar as amizade, pq normalmente quero ficar na minha. E os relacionamentos demandam tempo e muitas vezes não quero investir este tempo, mas é somos assim. Mas o importante é fazer sempre esta auto analise e ver onde podemos melhor e mudar. Boa sorte ;)

    ResponderExcluir
  5. Te entendo perfeitamente, eu sou, ou melhor era assim, mas vou te falar o que fiz: Me dei a chance de descobrir o novo, tudo era tão no "automático" que mal percebia as coisas que estava fazendo, e assim como você fui perdendo relacionamentos, amigos e pessoas que eu gosto.
    Até que um dia eu decidi que estava na hora de mudar aquilo, não queria perder mais ninguém. Foi difícil, mas aos poucos estou me redescobrindo. O caminho ainda é longo, mas estou feliz por ter mudado a direção que estava indo... Tenta fazer isso.
    Depois quero saber se adiantou em? hahaha Beijos e parabéns, você escreve muto bem. :**
    http://paixaonayara.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Gostei da reflexão. Sempre é bom parar e pensar até que ponto nosso orgulho mexe conosco e nos impede sei lá de avançar como uma pessoa melhor. Não é uma missão fácil porém é possivel. Beijos

    ResponderExcluir
  7. Texto muito lindo , amei ! beijos maite
    https://maiteaissa.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  8. Um ótimo texto para reflexão. Beijos

    ResponderExcluir
  9. Amei o texto! Na maioria das vezes é necessário deixar o orgulho de lado :D

    Beijos e até mais,
    Jayane Fereguetti
    http://www.ulalahmundo.com

    ResponderExcluir
  10. Parar para pensar nessas coisas é sempre bom de vez em quando! Escreveu um ótimo texto!
    Umbeijoo :)
    https://vaibemcomtudo.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  11. Oi Lydianne!
    Sei bem como é repetir um erro que eu julgava já ter aprendido, fico com uma sensação de frustração, como se eu não tivesse aprendido nada...
    Me identifiquei muito com você, principalmente no quesito amizades!
    Adorei conhecer seu blog!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. AMEI seu texto. Eu já fui muito orgulhosa, hoje para o meu bem sei dosar um pouco e acho que estou bem melhor.
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Impossível não amar esse texto. Eu te entendo perfeitamente, vem cá miga, me abraça. Sei bem o que é terminar tudo da mesma forma, acho que é questão de instinto mesmo. Mas relaxa! Eu já compreendi que só vai dar certo, o final só vai ser feliz, quando realmente tiver que ser.
    Mil abraços, http://www.lysiaribeiro.com/

    ResponderExcluir
  14. Eu confesso que não sou tão orgulhosa, eu sempre dou o braço a torcer. Mas tenho uma amiga em especial que é orgulhosa demais e ela ja me contou o quanot já sofreu por isso e também perdeu pessoas especiais por causa do orgulho. ótimo texto.

    Um cheiro!
    www.vinteetantos.com

    ResponderExcluir

© Vinte e Uma Primaveras - 2016 | Layout por Design Matarazzo | Todos os direitos reservado.